Marketing

Dark Social: o que significa e por que é importante mensurá-lo

Saber de onde está vindo o seu público é muito importante no marketing digital, já que é usado para mensurar se as estratégias estão dando certo ou não. Agora, nem sempre é possível rastrear essas pessoas, ainda mais quando esse usuário é englobado pelo Dark Social. Neste artigo, você vai entender o que significa o termo, sua importância e como construir uma estratégia para ele.

O que é Dark Social?

Dark Social é um termo criado pelo jornalista estadunidense Alexis C. Madrigal em 2012. Na época, ele publicou um artigo para a revista The Atlantic, falando sobre a importância das métricas dos conteúdos na web. Com isso, o termo passou a ser usado para classificar os dados de compartilhamento de links que não podem ser rastreados por ferramentas tradicionais.

Basicamente, quando alguém compartilha um link por algum aplicativo de mensagem, como o WhatsApp ou o Facebook Messenger, elas não aparecem em ferramentas de análise – por serem redes consideradas mensagens privadas -, só que acabam sendo categorizadas como tráfego direto, quando alguém digita o seu endereço diretamente no navegador.

Entenda a importância em monitorar essas métricas

A internet é um mundo em constante evolução e é necessário estar atento para poder acompanhá-la. Por isso, entender e conseguir monitorar o dark social é importante. De acordo com uma pesquisa feita pela RythmOne, em 2017, 84% dos links compartilhados são repassados por canais privados, número esse que pode ter crescido ao longo desses anos.

Isso significa que há muito engajamento que acaba não sendo detectado, o que leva à falta de entendimento se as estratégias estão dando resultado. A importância em acompanhar essas métricas está em conseguir compreender o comportamento do seu público e quantas vezes eles compartilham seu conteúdo.

4 estratégias para mensurar o dark social

O dark social, então, não é algo negativo ou assustador, mas que deve receber a devida atenção para que informações importantes não fiquem fora de suas análises. Separamos algumas estratégias que podem te ajudar a rastrear o tráfego:

  • Tags UTM nos links: usando o criador de links do Google, você consegue incluir códigos UTM que são capazes de rastrear a origem do tráfego. Dessa forma, você pode identificar quem chegou por meio do dark social na análise;
  • Botões de compartilhamento: criar um botão de compartilhamento ajuda a monitorar a fonte dos compartilhamentos daquele conteúdo. Lembre-se de incluir todas as opções possíveis, como Facebook, WhatsApp, LinkedIn, Email e afins;
  • Uso do Dark Social Calculator: esse método é simples e rápido, não oferece informações com muito detalhamento, mas são úteis. Para usar, é só inserir o e-mail usado no Google Analytics;
  • Get Social: uma ferramenta simples que vai mostrar em quais canais o seu conteúdo foi compartilhado.

Por mais que o termo possa assustar, o conceito é simples e entendê-lo pode ajudar a melhorar as suas estratégias. Assim, fica mais fácil mensurar os resultados e ter controle sobre o volume de compartilhamento.

1